Login

Email
Password
Nova Password ?
Membro? Registo
RSS News   Twitter   Facebook
 
 
imprimir
Fotografia Subaquática, Primeiros Passos
Que máquina devo escolher para começar?

A primeira pergunta que alguém, interessado em fotografia subaquática, faz é “Que máquina devo escolher para começar?”. Esta pergunta não é simples e a resposta depende de vários factores, desde o seu custo, os resultados que se querem obter e até onde se quer evoluir nesta actividade.

Actualmente existem no mercado muitas máquinas com características distintas. As máquinas analógicas e as máquinas digitais, são a primeira grande separação com que se vai deparar, mas vamos deixar esta comparação para um artigo futuro (Digital vs Convencional) e vamos concentrar-nos no objectivo que se quer atingir.

O chamado fotógrafo de ocasião, que apenas quer registar os seus mergulhos e viagens sem grande ambição de fazer fotografias como as que se vêm nas capas das revistas da especialidade. Para estes as máquinas compactas, com custos mas acessíveis, são as recomendáveis. Estas já possuem uma relação qualidade bastante aceitável e podem ser usadas em todas as ocasiões, tanto dentro como fora de água. Para aqueles que não fazem parte desta categoria sugere-se que se opte por uma mais sofisticada. Desta forma poderá evoluir na fotografia subaquática sem ter de trocar o seu equipamento, apenas terá de o ir complementando.


A Estanquicidade

Independentemente do tipo de máquina que se escolha, uma coisa é certa, ela tem de ser estanque. Esta pode ser obtida com a ajuda de uma caixa estanque, apropriada para o modelo da máquina. Os O’rings (anéis de borracha), são o factor mais importante para garantir a estanquicidade e dela vai depender a “saúde” do seu equipamento.


Preparação do Equipamento

Para se obter um resultado de sucesso e sem sobressaltos, a preparação do material deve de ser feito de forma cuidada e atempada. Preparar a máquina apressadamente pode custar-lhe caro. Esta tarefa deve de ser feita num local limpo e claro. Devem de ter disponível papel, cotonetes (que não larguem pelos) e/ou papel de limpeza de lentes. Os O’rings devem de ser limpos da lubrificação usada. Estes devem de ser limpos de forma a não esticá-los. Após a limpeza uma nova camada de lubrificante (apropriado e aconselhado pela marca da máquina) deve de ser aplicada.


A Falta de Luz

A caraterística mais importante da fotografia subaquática é a falta de luz. Esta característica faz com que o flash seja uma componente bastante importante para este tipo de fotografia. A maioria das máquinas possui um flash integrado, contudo este é practicamente inútil na fotografia subaquática. Este ilumina as parttículas em suspensão na água que se encontram perto da lente, o que deixa a fotografia com pequenas manchas brancas. Para se obterem fotografias subaquáticas de qualidade, o flash externo é absolutamente necessário. Embora existam diferentes modelos de flashes no mercado, existem duas grandes classes de flashes externos, os que têm ligação directa à máquina e os que disparam por afinidade com o flash integrado na máquina.


 

Pesquisa no Site
Pub

Meteorologia
Sesimbra Fonte da Telha Viana do Castelo Matosinhos Peniche Sines Sagres Portimão Faro Madeira Porto Santo São Miguel Faial Graciosa Cascais
Pub

   
Web-Dive   |  Log Book   |  Galeria   |  Directório   |  Artigos   |  Meteorologia   |  Classificados   |  Sobre
   2006-10 Copyright © Web-Dive.Com